fbpx

Notícias

Primeiro dia do Mini Evinci Sacod traz pesquisas sobre música, artes e comunicação; programação segue até quinta

Tela multitoque para pessoas com baixa visão e estratégias de líderes políticos a partir da comunicação são estudos que serão apresentados nos próximos dias #AgenciaEscolaUFPR

Por Breno Antunes da Luz, bolsista de Jornalismo
Sob supervisão de Chirlei Kohls

A edição 2020 do Mini Evento de Iniciação Científica (Evinci) Sacod já começou. As apresentações online iniciaram nesta terça-feira (26) e vão continuar até quinta-feira (29), sempre das 14h às 18h, abordando pesquisas do Sacod (Setor de Artes, Comunicação e Design) da UFPR. Essa é a terceira edição do evento, que está com um formato diferente devido à pandemia de Covid-19. Para conferir a programação completa de quarta (28), clique aqui, e de quinta (29), aqui. As apresentações acontecem no Microsoft Teams neste link.

No dia de abertura do evento, a primeira apresentação envolveu a coleta e registros da Arte Ação em Curitiba, um modelo que prioriza a ação como o foco da arte. Coordenado pela professora Luana Veiga e com a participação das alunas Luana Oliveira e Sandy Mara, do Departamento de Artes, o estudo trouxe as comprovações de que há Arte Ação acontecendo em Curitiba já que esses eventos e seus registros são pouco divulgados.

Para Sandy, a participação no Mini Evinci Sacod é muito importante para exibir todo o trabalho desenvolvido. “A pesquisa realizada por nós busca divulgar trabalhos de Arte Ação em Curitiba e o Evinci busca divulgar as pesquisas realizadas na Universidade. A apresentação pode ajudar os espectadores a saberem o que é esse gênero e conhecerem trabalhos incríveis realizados em Curitiba”.

Também foram apresentados trabalhos sobre a representatividade feminina em telenovelas brasileiras, a representatividade do corpo e do gênero em performances artísticas, a pedagogia por trás de pianistas populares brasileiros, o acervo da artista Adalice Araújo e sobre a crítica institucional em contextos precários.

Tela multitoque para
pessoas com baixa visão

Um dos trabalhos que será apresentado nesta quarta-feira (28) é uma tela multitoque para o atendimento especializado de pessoas com baixa visão. A pesquisa é orientada pela professora Juliana Bueno e tem a participação da aluna Karina Antoniolli, do Departamento de Design. O objetivo principal é que em três anos os materiais físicos e artesanais para o atendimento de pessoas com baixa visão produzidos e usados no Centro de Atendimento Educacional Especializado (CAEE) Natalie Barraga, de Curitiba, sejam adaptados para o digital, para uso em telas multitoque.

Registro durante observação de atendimento no Centro Educacional Especializado Natalie Barraga, em Curitiba. Foto: Karina Antoniolli/Divulgação

O estudo está em fase inicial, com a catalogação e análise de todo o material que deve ser desenvolvido nas próximas etapas. Para Karina, esse é o momento de trocar experiências e conhecimentos com outros pesquisadores e ouvintes. “Recebemos comentários, dicas, críticas que são feitas e que nos fazem aprender além do que pesquisamos. Além disso, é importante mostrar para todos o que fazemos dentro da Universidade e que, no meu caso, o Design também é pesquisa”.

O Mini Evinci Sacod desta quarta ainda vai trazer estudos sobre o ativismo institucional e as práticas artísticas durante a redemocratização brasileira, uma análise da comunicação da nova direita no Brasil, um estudo sobre o jornal Panorama e uma pesquisa sobre a representação gráfica de imagens na área médica.

Estratégias de líderes políticos
a partir da comunicação

Na quinta-feira (29), dia do fechamento desta edição, uma das pesquisas que está na programação traz as estratégias dos líderes políticos ao longo do mandato a partir da comunicação. A orientação é da professora Michele Massuchin com a participação das alunas Renata Figueiredo, Vitória Fernanda e Laura Cotona, do Departamento de Comunicação. O trabalho aborda o conceito de campanha permanente, ou seja, o que os atores políticos fazem ao longo do mandato e a atuação nos meios de comunicação para além dos períodos eleitorais. A pesquisa analisou como esses espaços servem para visibilidade e como eles usavam a mídia para formar a imagem pública, ganhar visibilidade e fazer comunicação pública.

Um dos resultados encontrados foi que, muitas vezes, o que mais chama a atenção do público são os conteúdos de cunho pessoal e quando os políticos discutem questões mais amplas, como as de ordem federal. Outra perspectiva analisada é que os políticos estudados postaram poucos materiais sobre transparência.

Para a professora Michele, o Mini Evinci Sacod cumpre uma importante função de fomentação da iniciação científica e de valorização do Setor. “Uma característica importante na pesquisa é a de ser um bem coletivo, e o Evinci ajuda a trazer isso para o ambiente acadêmico. Ele ocupa um espaço relevante de apresentação e de visibilidade para o Setor, já que muitos temas tangenciam diretamente o nosso cotidiano e trazem feedbacks importantes para sociabilidade, questões políticas etc.”.

As apresentações de pesquisas do último dia de evento ainda vão abordar a comunicação entre o pianista e o ouvinte, a ergonomia na performance pianística, as estratégias comunicacionais em debates polarizados, as metodologias em comunicação digital e os mitos, consumo e narrativas contemporâneas.

Mais lidas

Sobre a Agência Escola UFPR

A Agência Escola UFPR, a AE, é um projeto criado pelo Setor de Artes, Comunicação e Design (SACOD) para conectar ciência e sociedade. Desde 2018, possui uma equipe multidisciplinar de diversas áreas, cursos e programas que colocam em prática a divulgação científica. Para apresentar aos nossos públicos as pesquisas da UFPR, produzimos conteúdos em vários formatos, como matérias, reportagens, podcasts, audiovisuais, eventos e muito mais.

Curta!