fbpx

NotíciasSem categoria

Parcerias em redes de divulgação científica alavancam conteúdos para diferentes públicos

Agência Escola UFPR fortalece parcerias para uma política de Comunicação Pública da Ciência mais abrangente #AgenciaEscolaUFPR

Por Bruno Caron
Edição: Chirlei Kohls

Na contribuição de popularizar a ciência e divulgar o conhecimento produzido na Universidade Federal do Paraná (UFPR), a Agência Escola de Comunicação Pública UFPR (AE) trabalha com redes de apoio para disseminar os conteúdos para públicos novos e diferentes, alcançando assim mais pessoas. As parcerias também reforçam a missão da AE: criar e fortalecer relações acessíveis e informativas entre as pessoas e a ciência, rompendo barreiras entre a produção de conhecimento e a sociedade.

Atualmente, a Agência Escola é parceira da Rede Nacional de Combate à Desinformação (RNCD), Rede Brasileira de Jornalistas e Comunicadores de Ciência (RedeComCiência) e Rede de Divulgação Científica da UFPR. Além disso, possui parceiros para distribuição de conteúdo: Associação das Emissoras de Radiodifusão do Paraná (Aerp), Portal IDe+ (Associação Evangelizar É Preciso) e UniFM.

O projeto vinculado ao Setor de Artes, Comunicação e Design (Sacod) ainda tem a parceria da Superintendência de Comunicação e Marketing (Sucom) da UFPR, além da Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação (PRPPG), Pró-reitoria de Extensão e Cultura (Proec), Centro de Assessoria e Publicação Acadêmica (Capa), Associação de Pós-graduandos (APG/UFPR) e Diretoria de Desenvolvimento e Integração dos Campi (Integra) da Universidade.

Regiane Ribeiro, coordenadora da Agência Escola, acredita que o trabalho de popularização da ciência é mais contundente quando feito com uma rede de parceiros e aumenta a possibilidade do conhecimento sair do ambiente acadêmico. “É importantíssimo o trabalho em rede, porque nos preocupamos em furar a bolha das universidades e chegar ao cidadão comum. Tendo a dizer que a criação de parcerias é uma condição fundamental para pensar qualquer uma das nossas outras ações”, ressalta a professora, que também é diretora do Sacod e pesquisadora do Programa de Pós-graduação em Comunicação (PPGCOM) da UFPR.

E uma dessas redes foi criada neste ano pela própria Universidade: a Rede de Divulgação Científica da UFPR. A rede visa articular diferentes iniciativas, projetos e ações que existem na área de divulgação da ciência na UFPR. Rodrigo Reis, pró-reitor de Extensão e Cultura, explica que foi observado em um levantamento que há cerca de 70 iniciativas em todos os setores da Universidade que se relacionam com essa temática. “Um dos eixos é fazer a articulação de maneira integrada de projetos com temas semelhantes, por exemplo para a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia que geralmente resulta em projetos para emendas parlamentares”, comenta.

O pró-reitor ressalta o papel da Agência Escola em promover a divulgação da ciência devido ao conhecimento em comunicação e em como transmitir isso em diferentes mídias para o público. “A Agência Escola é uma ação-chave dentro da Rede e vem desenvolvendo um trabalho de Comunicação Pública da Ciência extremamente importante com a divulgação de diferentes projetos de pesquisa e de extensão. Toda a expertise na área de comunicação ajuda outros projetos que ainda não estão consolidados e podem usufruir nessa troca de experiências”, reforça Rodrigo.

Outra iniciativa, desta vez em âmbito nacional, é a Rede Nacional de Combate à Desinformação. A RNDC nasceu de um projeto de pós-doutorado em 2019 a partir de uma investigação sobre a desinformação na eleição de 2018 e no primeiro ano de governo do presidente Jair Bolsonaro. Ana Regina Rêgo é uma das coordenadoras da RNCD e participou da pesquisa de pós-doutorado que resultou no livro “A Construção Intencional da Ignorância: o Mercado das Informações Falsas”, escrito em parceria com Marialva Barbosa.

Ao todo, são 131 parceiros da RNCD espalhados pelo Brasil, entre eles a Agência Escola UFPR, e com o objetivo de unir esforços de diferentes projetos para alcançar diversos públicos no país inteiro. Ana Regina explica que como são vários parceiros, muitos têm afinidades de tema e acabam criando redes dentro da rede, projetando assim os conteúdos para mais pessoas. “Trabalhamos disputando atenção dentro de uma lógica de vigilância das mídias sociais. Os limites do usuário são impostos pelas plataformas e para vencer isso é preciso aderir ao modelo de negócios. A RNCD tenta furar essa lógica, considerando que nós temos desde grandes instituições até pequenos projetos, então um auxilia o outro de alguma forma”.

Distribuição de conteúdo

Desde sua criação, a Agência Escola procura estabelecer conexões com outros projetos e veículos de comunicação a fim de proporcionar maior alcance da Comunicação Pública da Ciência. A mais antiga é com a rádio UniFM (94,5), emissora da Funpar (Fundação de Apoio da Universidade Federal do Paraná), que vem desde a criação da Agência Escola em 2018.

Para Regiane Ribeiro, as parcerias na distribuição permitem que os conteúdos de divulgação científica da Agência cheguem a mais pessoas. “Colhemos muitos frutos das nossas parcerias. A UniFM é nossa parceira desde o início e nossos conteúdos distribuídos lá alcançam outros grupos. A parceria com a Aerp dá condição para que nossos conteúdos sejam distribuídos para mais de 300 rádios em todo o Paraná e isso é fantástico. E o IDe+ tem essa possibilidade de atrelar os nossos conteúdos a um portal que é acessado por outra comunidade”, conclui a coordenadora da AE.

Foto em destaque: pikisuperstar-Freepik/Divulgação

Mais lidas

Sobre a Agência Escola UFPR

A Agência Escola UFPR, a AE, é um projeto criado pelo Setor de Artes, Comunicação e Design (SACOD) para conectar ciência e sociedade. Desde 2018, possui uma equipe multidisciplinar de diversas áreas, cursos e programas que colocam em prática a divulgação científica. Para apresentar aos nossos públicos as pesquisas da UFPR, produzimos conteúdos em vários formatos, como matérias, reportagens, podcasts, audiovisuais, eventos e muito mais.

Curta!