fbpx

Notícias

Conhecimento em 1 minuto: Agência Escola lança novo produto Ciência em Ponto

Projeto tem objetivo de divulgar notícias sobre produções científicas em vídeos curtos de até um minuto no Instagram #AgênciaEscolaUFPR

Por Pedro Macedo
Edição: Chirlei Kohls

O que conseguimos fazer em até um minuto? Nesse curto espaço de tempo é possível beber um copo d’água, escolher uma música boa para ouvir ou mandar mensagem para alguém da sua família de quem sente falta. Em até 60 segundos muita coisa pode acontecer. E agora, em uma volta no ponteiro do relógio, você pode ficar antenado sobre notícias no mundo da ciência e da UFPR!

A Agência Escola UFPR (AE), da Universidade Federal do Paraná, lança nesta sexta-feira (8) o novo produto chamado Ciência em Ponto. O objetivo é trazer destaques rápidos, em formato de vídeo com até um minuto, sobre notícias das produções científicas dentro e fora da Universidade.

A ideia é apresentar um apanhado dos destaques publicados nos diferentes meios de divulgação científica da AE. O novo produto será veiculado quinzenalmente às sextas-feiras às 16h30 no Instagram Reels da AE – posteriormente, será feita a publicação no YouTube da AE – confira abaixo.

Idealizado a partir de uma equipe diversa com bolsistas de graduação e pós-graduação, profissionais e professores da Agência Escola, o projeto foi estabelecido a partir da troca constante de ideias entre os núcleos da AE. Entre as áreas de atuação envolvidas nesse trabalho multidisciplinar está o Jornalismo, Audiovisual, Design e Planejamento.

O Ciência em Ponto emprega o caráter rápido e informativo das redes sociais para reforçar o papel da Agência na divulgação científica nos mais diversos formatos de consumo de conteúdo. Em um mundo cada vez mais conectado, as redes sociais têm se tornado uma das principais fontes de informação da sociedade. Em sua apresentação dos resultados do primeiro semestre de 2022, a Meta, empresa dona do Instagram, afirma que o Reels representa 20% do tempo que os usuários passam na plataforma.

Experimentação e formação como eixos

A coordenadora geral da Agência Escola, Regiane Ribeiro, divulga o projeto com grandes expectativas. “Estamos trabalhando um novo formato multiplataforma que estabelece uma relação de experimentação muito forte entre as áreas de atuação da nossa Agência”, conta. A professora reforça que a experimentação é um eixo muito importante na proposta da Agência Escola.

Além de formar estudantes para divulgação científica, a AE também está preocupada em estabelecer uma conexão entre o conteúdo produzido e as novas formas de consumo da sociedade. Assim, atua com eixos de experimentação, formação e capacitação para divulgar o conhecimento científico.

“Minha expectativa não é somente que mais pessoas sejam impactadas pela nossa produção, mas também demonstrar que nosso conteúdo está cada vez mais multiplataforma e trabalhado em novas oportunidades, atingindo públicos cada vez mais diferenciados”, explica Regiane.

A coordenadora ainda destaca a participação essencial dos bolsistas de graduação, que conseguem colocar em prática o que aprendem e associar a atuação profissional com novas soluções. “Esse trabalho de experimentação é importante para que os bolsistas tragam ao projeto ideias ligadas ao cotidiano que a própria geração está inserida, possibilitando novos formatos que dialogam com um cenário de mudanças na comunicação. E o Ciência em Ponto é um desses projetos”, finaliza.

O Ciência em Ponto é fruto de uma extensa pesquisa sobre os novos formatos de divulgação de notícias na internet. A aluna do curso de Jornalismo e bolsista da Agência Escola UFPR Paula Bulka Durães conta que a proposta surgiu conjuntamente no Núcleo de Jornalismo da Agência a partir do curso de Jornalismo Científico da AE. “A ideia foi pensada justamente para trazer um conteúdo com uma pegada mais dinâmica, rápida e interessante aos nossos seguidores”, explica.

Após a apresentação da ideia, foi desenvolvido todo um processo de estrutura e pesquisa de referência de público para colocar em prática o Ciência em Ponto. “É muito gratificante ver esse produto pronto, porque é como um pedacinho de mim que contribui diretamente com a Agência e não tem satisfação maior do que ver um projeto saindo do papel”, relata Paula. “As expectativas são altas e estou muito ansiosa para ver o projeto decolar”, finaliza.

O desenvolvimento da identidade visual

A identidade visual do Ciência em Ponto foi desenvolvida pelas bolsistas de Design da Agência Escola Letícia Terumi e Luiza Talami, sob supervisão do professor do Departamento de Design da UFPR, Naotake Fukushima, orientador do Núcleo de Design da AE.

O processo de desenvolvimento começou com pesquisas e mapeamentos de produtos similares e que se comunicam com o mesmo propósito. Após essa etapa, foi iniciada a geração de alternativas a partir de um mapa mental onde todas as associações contribuíram para criar a ideia principal da identidade visual.

Letícia conta que o trabalho conjunto com as outras equipes foi essencial. “Ao chegar na etapa de criação, tivemos bastante colaboratividade tanto entre mim e a Luiza quanto com as equipes [dos demais Núcleos da AE]”, conta a bolsista. “Trabalhamos principalmente com a equipe do Audiovisual, porque como o projeto é no formato vídeo foi importante compartilhar como a identidade visual funcionaria, se ela poderia ser animada ou mesmo como encaixaria na edição final”, relata.

A estudante explica que toda produção de uma identidade visual é um processo cíclico. “É normal que o processo criativo envolva apresentar ideias, acertar, errar e refinar dezenas de opções”, conta. Entre as três opções apresentadas pela equipe de Design, a escolhida foi a logo com um conceito que representa uma janela pela qual é possível “assistir a ciência”.

“Por conta desse círculo, conseguimos encaixar diversas texturas separadas por áreas do conhecimento e que podem variar conforme o conteúdo que será apresentado no vídeo”, diz Letícia. A ideia é apresentar de forma não-estática, evidenciando a dinamicidade da notícia com um efeito rápido de zoom out, que simula o ajuste da lente de uma câmera para algo aparecer com mais visível e com nitidez, transmitindo a ideia de receber informações confiáveis de forma rápida. Confira o resultado abaixo:


Foto destaque: Bastidores da produção do Ciência em Ponto. Foto: Thiago Benites/Agência Escola UFPR

Mais lidas

Sobre a Agência Escola UFPR

A Agência Escola UFPR, a AE, é um projeto criado pelo Setor de Artes, Comunicação e Design (SACOD) para conectar ciência e sociedade. Desde 2018, possui uma equipe multidisciplinar de diversas áreas, cursos e programas que colocam em prática a divulgação científica. Para apresentar aos nossos públicos as pesquisas da UFPR, produzimos conteúdos em vários formatos, como matérias, reportagens, podcasts, audiovisuais, eventos e muito mais.

Curta!